• youtube

São João 2018 – SEMU lança campanha contra a violência.

Em 22/06/2018

flyer - 15x21cm

O São João é uma festa democrática, envolve pessoas de várias gerações e classes sociais. Com uma riqueza cultural que dá gosto de se ver, dançar e participar.

Inspirada na maior festa popular do Nordeste, a Secretaria de Estado da Mulher – SEMU se inspirou nas tradicionais quadrilhas para sua campanha deste ano.

A quadrilha é uma dança coletiva, que conta com a participação de vários casais. Valoriza símbolos, músicas, roupas, adereços, modo de vida das pessoas que moram nos municípios e comunidades rurais do nosso Brasil.

Trazendo como personagens principais um casal, que nos inspira a romper com a cultura machista e a educação desigual imposta a meninas e meninos.

Com o título, “Ô homi deixe de confusão, violência contra a mulher é crime. Aceite o NÃO!”. A SEMU tem como objetivo, sensibilizar a sociedade em geral sobre a importância de prevenir e denunciar todas as formas de violência e violação dos direitos das meninas e mulheres no período dos festejos juninos.

Em sua 4ª edição, a campanha conta com o apoio da Secretaria de Turismo, do Conselho Estadual da Mulher e da Câmara Técnica Estadual de Gestão e Monitoramento e das 84 gestoras dos municípios do estado que possuem Organismos de Políticas para as Mulheres – OPM’s.

Lêda Rêgo, Ouvidora da Mulher da SEMU falou que infelizmente no período de festas o número de violência aumenta consideravelmente, “os casos de violência contra mulher são diários, os números mostram entretanto, no período de festas como carnaval e São João onde um uso em excesso de álcool as mulheres ficam mais vulneráveis”, disse a Ouvidora.

A campanha terá ações de panfletagem em aeroportos, rodoviárias, arraiais, hotéis, escolas, universidades, além de seminários e dos serviços básicos de saúde da Carreta Mulher Maranhense – que já presta serviço itinerante desde 2015 e do Ônibus Lilás. A campanha conta ainda com o reforço de outras instituições que promovem ações nesse sentido. São elas: a Procuradoria da Mulher, na Assembleia Legislativa, e o Tribunal de Justiça do Maranhão.

Para a Gestora da Mulher do município de Campestre, Ivone Costa Sousa, o material traz informações muito importantes “As mulheres vão levar pra casa um material que tem os números e locais de denúncia, como o número da Ouvidoria da Mulher, por exemplo”.

O material da campanha traz os números de telefones dos principais órgãos de proteção à mulher na capital e no interior do estado.

Durante o discurso de lançamento, a Secretária da Mulher Terezinha Fernandes disse que as campanhas são importantes para trazer a reflexão e o diálogo sobre a violência. Ela ainda fez um alerta: “Ou trabalhamos para desconstruir essa cultura, que ainda vê mulheres como seres incapazes e inferiores, que não podem ser tratadas da mesma forma que os homens, ou nós estaremos contabilizando mulheres que se vão, que perdem a vida por conta da violência”, disse a Secretária.

De janeiro até a junho foram  vinte e três casos de feminicídio no estado.

IMG-20180622-WA0058

IMG-20180622-WA0065

IMG-20180622-WA0062

IMG-20180622-WA0071

 

IMG-20180622-WA0049

IMG-20180622-WA0052IMG-20180622-WA0050

Endereço

Av. Colares Moreira Calhau, São Luís - MA, 65075-380

HORÁRIO DE ATENDIMENTO
De segunda à sexta, das 13h às 19h

OUVIDORIA DA MULHER
0800 098 4241

Localização

Desenvolvimento © SEATI | www.seati.ma.gov.br